Passar para o conteúdo principal

Território

A Terra Fria situa-se a uma altitude média de 750 metros e é composta de planaltos e serras com vales profundos.

O clima da região caracteriza-se por elevadas amplitudes térmicas anuais e diurnas e elevada percentagem de ocorrência de geadas. Os nevoeiros são fenómenos tipicamente invernais, ocorrendo em média uma semana por mês nos meses mais frios. O facto de verificarem nesta região Invernos frios e longos e Verões quentes e curtos, que dão corpo à tão conhecida expressão popular “nove meses de Inverno e três de inferno”, leva a que a Primavera e o Outono sejam, na Terra Fria, estações com pouca representatividade.

No que respeita à hidrografia, todos os cursos de água, pertencentes à Terra Fria, estão incluídos na bacia hidrográfica do Douro, tendo como principais cursos de água o Rio Sabor, Baceiro, Tuela e Rabaçal.

As condições naturais do território, conferem-lhe características excecionais que se refletem na singularidade dos valores naturais e paisagísticos. A existência de dois parques naturais, Parque Natural de Montesinho e Douro Internacional, confirma o elevado valor ecológico e natural, com uma grande diversidade faunística e florística.

Devido à sua localização geográfica e às deficientes acessibilidades, a Terra Fria Transmontana, é caracterizada pelo fenómeno da interioridade que tem vindo a contribuir para a baixa densidade populacional, o baixo nível de produção e rendimento e o baixo nível de poder de compra. É descrita, no seu conjunto, como sendo pouco dinâmica e em processo acelerado de desertificação humana, com uma população residente de 58.759 habitantes, distribuída por uma área de 6.608 km2.

A população ativa, que tem vindo a decrescer, está essencialmente ligada ao sector terciário (50%), seguido do primário (30%) e finalmente o secundário (20%). O aumento de população ativa no sector terciário, nas últimas décadas, em detrimento do sector primário, deve-se, sobretudo, aos empregos na administração pública e à atividade comercial, tendo a proximidade com Espanha contribuído para o desenvolvimento de relações comerciais nas zonas de fronteira.

Na Terra Fria Transmontana, cerca de 55% da população vive no meio rural e 45% vive no meio urbano. A agricultura e pecuária ocupam grande parte da população rural e, sendo a ocupação do solo muito variada, a paisagem apresenta-se muito diversificada e heterogénea, o que contribui para a valorização do património natural.