World Adventure uma marca a explorar


A CoraNE – Associação de Desenvolvimento dos Concelhos da Rai Nordestina, faz parte do grupo de 14 Associações de Desenvolvimento Local (do Continente, Madeira e Açores), detentoras da marca World Adventure, uma marca criada para qualificar o turismo ativo. O projeto nasceu em 2005, garante a cobertura integral do território nacional e permite a empresas do setor conseguir uma “certificação”, dos produtos e serviços prestados, que oferece garantias de qualidade e segurança aos turistas. Esta marca pode ser utilizada e transformar-se numa mais-valia para empresas de animação turística. Na área da terra fria transmontana, que abrange os concelhos de Bragança, Miranda do Douro, Vimioso e Vinhais, apenas uma empresa, sedeada em Vimioso, a “Coordenadas de Aventura”, possui a certificação necessária que lhe permite desenvolver iniciativas usando a marca World Adventure. “A certificação das empresas exige que se submetam a ações de formação, que o projeto vai promovendo por todo o território, ainda só temos uma empresa certificada mas gostaríamos que outras viessem a integrar esta rede e a beneficiar do uso que a marca só por si oferece”, defende Francisco Torrão, técnico da CoraNE, e responsável pelo acompanhamento do projeto.

 Esta marca pode ser utilizada para o desenvolvimento de atividades desportivas de aventura na natureza, “salvaguardando e garantindo a qualidade e segurança dos participantes, do património, do ambiente, com vista à promoção dos recursos endógenos dos territórios envolvidos”, acrescenta. Pelo facto de funcionarem em rede, as empresas que usam a marca facilmente trocam contatos e fazem o encaminhamento de grupos para cada um dos territórios envolvidos. Para além disso beneficiam de ações de promoção conjuntas. Num período cada vez mais competitivo a qualidade e o respeito pelas normas de segurança que o simples uso da marca exige, pode ser a razão de escolha por parte de eventuais participantes.

No território representado pela CoraNE, já foram desenvolvidas jornadas técnicas em Manobras de Cordas e Passeios Pedestres e Atividades de promoção regional em Passeios de Interpretação Ambiental e Passeios Micológicos. “Estas ações têm como objetivo qualificar as entidades de animação turística e os seus colaboradores, uniformizar padrões de segurança e qualidade e especializar os monitores com vista á melhoria das suas prestações”, refere.

Esta é uma marca a explorar por outras empresas de animação turística e pode representar um ganho de competitividade não apenas para as entidades turísticas como para a oferta do território em geral.