Visão classifica Picote como um “cachico” do Céu


A aldeia de Picote, concelho de Miranda do Douro, que integra a rede de “Aldeias de Portugal”, mereceu especial destaque numa reportagem da Revista Visão, que apelida esta localidade como um “cachico” de céu. “Em Picote, olha-se para baixo e vê-se um Douro que é fronteira: olha-se para cima e observa-se abutres a planar. Entre o céu e a terra, há uma gente hospitaleira, cheia de tradições para contar. Em mirandês ou não estivéssemos nós no Planalto.”, lê-se na referida reportagem.

Picote é, precisamente, uma das quatro aldeias da Terra Fria Transmontana que já integram a Rede “Aldeias de Portugal”, um projeto que tem ajudado a preservar património e tradições, que ajuda a promover turisticamente estas localidades, que valoriza todos os elementos que, efetivamente, contribuem para a distinção destas terras.

A integração nesta rede permite às aldeias e aos agentes económicos locais, beneficiarem de ações de promoção conjuntas, nomeadamente a participação em Feiras de Turismo, a divulgação através de um portal na internet, edição de livros, brochuras e diverso material promocional. Para além disso as entidades públicas ou os privados que pretendam desenvolver projetos na área do turismo no espaço das localidades classificadas beneficiam de uma majoração nas candidaturas que possam efetuar a Fundos Comunitários.

A Corane está a desenvolver algumas iniciativas de promoção do projeto e ações de melhoria nas próprias aldeias. “Temos em curso um projeto de sinalização, para identificar os equipamentos existentes, serviços, património, percursos pedestres e outros locais de interesse”, refere Luísa Pires, coordenadora da Corane, referindo-se precisamente à aldeia de Picote.

O objetivo principal do projeto é reforçar a oferta de produtos e serviços complementares, ligados a uma experiência turística em contato com o mundo rural e conseguir atrair novos investidores que dinamizem e projetem as aldeias classificadas como uma mais-valia turística do território.

Esta “atenção” atribuída a Picote pela Visão vem reconhecer que a Corane fez “a aposta certa”. Esta é uma aldeia modelo, onde existe uma enorme iniciativa privada e também nesta área a Corane tem estado do lado dos investidores.

“É um orgulho para a região que uma aldeia nossa seja destacada desta maneira”, acrescentou.

O título do artigo é bem sugestivo: “Três aldeias ideais para fugir da confusão”, assim como é o lead principal: “Em contracorrente, rumámos por estradas quase desertas, trocámos as praias a abarrotar de gente pelo cantar do galo e as buzinas do trânsito pela da carrinha do pão. É mesmo verdade: está-se muito bem no campo”.