“Produtos e Territórios”, loja em Lisboa abre portas antes do Natal


Já foi assinado o protocolo para a instalação de uma loja de promoção e venda de produtos, oriundos de diversos pontos do país, no centro da cidade de Lisboa. A Câmara Municipal da capital do país cede o espaço, em troca seis associações de desenvolvimento rural, entre elas a Corane (Associação de Desenvolvimento dos Concelhos da Raia Nordestina), garantem a recuperação do imóvel situado no Intendente, bem ao lado do Gabinete do presidente da Câmara, António Costa. “Fazem parte deste projeto seis associações, que representam 34 municípios do norte ao sul do país”, explicou Maria do Céu Albuquerque, presidente da Câmara de Abrantes, em nome dos parceiros envolvidos. Esta loja integra o projeto de recuperação e valorização do Largo do Intendente. Os espaços públicos estão a ser reabilitados e os imóveis que fruto da degradação do bairro forma sendo abandonados, estão em reabilitação e renovação. “Eu não posso deixar de referir a coragem das associações aqui envolvidas que aceitaram este desafio quando o Intendente ainda era uma zona muito problemática”, louvou António Costa. O espaço é amplo, situado num edifício vistoso, de um lado fica o Gabinete de António Costa, do outro vai ficar a loja “Vida Portuguesa” de Catarina Portas, e vai ser ponto de paragem para os autocarros com turistas que visitam Lisboa, de acordo com um compromisso já assumido pela EGEAC (empresa municipal da cidade de Lisboa responsável pela Gestão de Equipamentos e Animação Cultural).

Aqui os lisboetas e turistas vão encontrar o que de melhor se faz em Portugal, desde os produtos da terra ao artesanato até à própria cultura. De uma forma rotativa as Associações vão garantir animação permanente, levando à capital grupos de danças, cantares, caretos, representações teatrais, gaiteiros e bombeiros, etc. Nesta loja os visitantes podem também encontrar toda a informação turística sobre alojamento, gastronomia, lazer, tradição, sobre cada uma das regiões representadas.

“É uma excelente iniciativa para promovermos os nossos produtores, os nossos produtos e todo o nosso potencial turístico fora de portas, numa cidade com um enorme mercado e com um enorme fluxo turístico”, disse Artur Nunes, presidente da Corane.

A mesma loja vai servir para a apresentação de eventos: “Podemos fazer aqui a apresentação de eventos realizados na Terra Fria, como a Feira do Fumeiro de Vinhais, do Festival dos Sabores e Saberes Mirandeses, entre outros”, exemplificou Luísa Pires, coordenadora da Corane.

Para esta cerimónia de lançamento a Corane levou Fumeiro de Vinhais, artesanato, sabonetes de leite de burra, vinhos e azeites. Para a loja a associação espera conseguir uma grande mobilização dos produtores e promotores locais, para que neste espaço comercial coloquem à venda uma boa mostra do que é a terra fria transmontana.

Este é mais um projeto apoiado pelo PRODER, um programa desenhado para desenvolver o mundo rural. “Temos a consciência que não basta financiar projetos actualmente temos de ajudar os nossos promotores a conquistarem novos mercados e é isso que estamos a fazer”, rematou Luísa Pires.