Apresentação de bicicletas elétricas em Bragança


Tendo como objetivo estimular e apoiar a inovação dos produtos Turísticos e ao mesmo tempo promover a utilização de veículos não poluentes, a Corane, em colaboração com a Câmara Municipal de Bragança, a Conteúdo Chave Lda. e a empresa Naturcleta la Granja, oriunda de Segóvia, organizou uma ação de demonstração e experimentação de bicicletas elétricas.

Esta iniciativa, enquadrada no âmbito do programa de cooperação Qualificação do Turismo Ativo (QTA), abre caminho para a qualificação da oferta turística local, permitindo visitar a cidade sob um novo ponto de vista, definindo previamente percursos de interesse que podem ser feitos, de forma cómoda, sem esforço e até divertida, por parte dos turistas.

A iniciativa visou, simplesmente, divulgar e permitir a experimentação de uma ferramenta que existe e está a ter enorme aceitação noutros territórios, nomeadamente da vizinha Espanha, sem qualquer intuito de comercialização, pelo contrário, a ideia pode resultar numa oportunidade de negócio para empresas locais do setor.

Os quatro municípios da área de intervenção da Corane têm demonstrado uma enorme preocupação na defesa do conceito de turismo sustentável, daí mais esta iniciativa para mostrar novas oportunidades. Há diversos investimentos realizados ciclovias e outros percursos, estimulando o uso da bicicleta na cidade e, desta feita, junta-se este novo conceito, inovador, diferenciador e qualitativo.

Visitar o nosso território, aldeias, vilas e cidades, com recurso a uma bicicleta normal não é fácil, com uma bicicleta elétrica pode ser uma experiência muito interessante.

Para além de tudo isto esta iniciativa enquadra-se na necessidade de pensar na mobilidade na estratégia de desenvolvimento inteligente da União Europeia e no novo quadro de fundos comunitários 2014-2020.

É fundamental capacitar os agentes no território para os incluir nessa estratégia.

Este equipamento tem enquadramento pertinente no território. As bicicletas citadinas elétricas podem ser usadas como forma de qualificar a cidade e como motor de dinamização  do turismo; não é fácil convencer um turista a visitar a cidade e o meio rural de bicicleta com as características do nosso território, o uso das bicicletas elétricas resolvem esse problema, atribuem uma imagem moderna e inovadora e garantem um passeio confortável, cómodo, de fácil execução e ainda divertido. As bicicletas TT elétricas permitem uma aventura mais tranquila, ajudando pontualmente o utilizador nas subidas mais íngremes, tornando a experiência mais agradável. Os próprios operadores turísticos podem experimentar estas bicicletas e a avaliar se esta solução pode trazer vantagens para os seus negócios. Estas bicicletas vêm equipadas com GPS, garantindo que o utilizador que não conhece o território, não se desorienta do percurso que tem em vista. Para além do GPS é possível associar à bicicleta aplicações que permitem fazer a definição prévia de percursos, com toda a informação relevante sobre os Pontos de Interesse definidos.

Duas destas bicicletas elétricas vão permanecer, durante um mês, no território da Terra Fria, com ações definidas em cada um dos restantes concelhos (Miranda do Douro, Vimioso e Vinhais).